top of page

Gênesis Qayinita - Capítulo XII: Os Anjos tomam as filhas dos homens por esposas


Gênesis Qayinita - Capítulo XII: Os Anjos tomam as filhas dos homens por esposas

Capítulo XII: Os Anjos tomam as filhas dos homens por esposas


  1. Os Vigilantes assim despertaram seu Amor pelos Espíritos daquelas lindas filhas de Qayin e Qalmana, chefiadas por uma delas a quem chamaram de Naamah (A Agradável) por causa de sua beleza, poder e graça, que era da mesma Mãe de sua Linhagem, e 200 desses vigilantes se libertaram de suas correntes, que os prendiam a seus postos entre as estrelas dos céus, e desceram como as estrelas que caem do céu, para se juntar à Gloriosa Raça dos Nascidos do Fogo.

  2. As mulheres foram unidas com os espíritos de suas contrapartes masculinas através dos escolhidos da Linhagem de Qayin.

  3. Os Vigilantes foram encarnados através de homens que voluntariamente decidiram recebê-los, a adição da essência espiritual causou um maior empoderamento das chamas da Luz Negra, através disso os Vigilantes Caídos puderam através de seus avatares obter uma liberdade fora do poder de seus antigos eus limitados e consumar sua união com as mulheres que desejavam tomar como esposas.

  4. As filhas e filhos de Qayin e Qalmana se alegraram com a chegada dos Vigilantes e os receberam com suas chamas espirituais, também os acolhendo como cônjuges e irmãos.

  5. A linhagem de Qayin e Qalmana foi dotada com a adição de uma parte desperta no Divino Infundido nela pelo descendente, Azoth celestial, que queimou na escuridão quando ela se juntou ao lado de Sitra Ahra na terra.

  6. As crianças resultantes da união entre os Vigilantes Caídos e as filhas da linhagem Qayin e Qalmana tornaram-se homens e mulheres gigantes, ou seja, terríveis Nephilim que andaram pela terra espalhando liberdade ilegal e conhecimento proibido.

  7. Eles retornaram com terror do Raça adâmica, raça que sempre os rejeitou e evitou ter o dom de seus espíritos, isso se tornou algo estranho e maléfico para os gigantes, pois isso mostrava a ignorância dos homens da raça adâmica.

  8. O despertar das Chamas do Espírito crescia em multidão na terra e ameaçava incendiar toda a criação ilusória do Demiurgo, pois a ordem natural por ele estabelecida estava sendo completamente anulada em um caos libertador.

  9. O demiurgo em sua cegueira não podia ver nada além do mal nas ações do ser sem espírito ressuscitado do lado de Qayin e Qalmana e se arrependeu furiosamente de criá-los.

  10. Os adamitas clamaram ao seu Senhor e Criador pela salvação e extermínio da raça titânica, que usurpou o mundo prometido para eles, mas entre todos os homens adamitas, o Demiurgo observou um homem chamado Noé, a quem ele olhou favoravelmente.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page