top of page

O Símbolo da Ascensão até a Morte do Espírito


O Símbolo da Ascensão até a Morte do Espírito

A representação da Ascensão até a Morte do Espírito é um símbolo associado àqueles que nascem através da energia da Morte, pertencendo à linhagem de Sataninsam. É destinado a todos aqueles que trilham o Caminho dos Espinhos, buscando a essência de poder para se tornarem Qayinitas. Esta gnose está intrinsecamente ligada aos mistérios de Anamlaqayin, que se converte na Chama Gêmea das Duas Faces da Serpente da Sabedoria. Essa gnose completa é uma ferramenta para a transcendência no caminho da Morte.


O símbolo detém grande poder e é a chave para desvendar mistérios fundamentais. Ele representa o Ponto do Crânio como a Porta da Morte (Daath) e, ao mesmo tempo, como líder dos Poderosos. Este símbolo simboliza os poderes liberadores da Gnose Necrosófica, os aspectos ancestrais de Qayin e Qalmana, e a jornada ascendente que eles percorreram.


Associado à Estrela de Treze Pontas da Porta dos Mortos, o Símbolo da Ascensão até a Morte do Espírito é a chave para abrir essa porta. Embora compartilhe conceitos similares com a Estrela, o Símbolo destaca o aspecto espiritual e as conquistas daqueles que enfrentam a morte. Ele está conectado não apenas às almas na terra, mas também aos espíritos do além. Em outras palavras, o Símbolo da Grande Obra não é um ponto final, mas sim o início para transcender a morte do ego representado pelo chifre de argila.


A composição do símbolo pode ser interpretada assim: as serpentes à direita e à esquerda da linha vertical representam o Sataninsam ou a Chama do Espírito Gêmeo Dividido, enquanto a serpente central colhe o espírito, ascendendo pela consolidação de suas partes divididas. O Espírito dos Poderosos Mortos é retratado em seu aspecto ofídico atávico, ascendendo do triângulo do Santo Fogo Pneumático, transcendendo as limitações da encarnação através do Ponto do Crânio (Daath).


Este símbolo destaca a unificação principal, com o pilar central representando os aspectos principais feminino e masculino. Conduz à Conjunção do Espírito, simbolizada pela Serpente Única e pela Cruz de Oito Raios. Os três pontos negros na base representam a Trindade do Espírito, as Sementes do Sataninsam e a Pérola do Espírito da Sabedoria Desperta, unificadas e divididas através da encarnação. Ao entrar nas Portas da Morte, no Ponto do Crânio coroado pelo Fogo, essa unidade se completa.


As sete espirais visíveis da serpente em torno do eixo vertical do Tridente da Chama da Serpente Sagrada codificam a conexão do Símbolo às Sete Gerações de Qayin e Qalmana antes do dilúvio, bem como às Sete Portas como as Chaves na ascensão do Espírito.


O Símbolo da Ascensão até a Morte do Espírito pode adornar o altar do Senhor e de sua Dama, assim como o dos Poderosos Mortos. Ele serve como ponto focal durante a contemplação dos mistérios, meditações e rituais destinados a lembrar aqueles que, seguindo a rota codificada, encontram suas formas lineares e alcançam sua gloriosa promessa. A chave para ativar este símbolo reside completamente no reino do Espírito, concedida por meio da Revelação e da Gnose Necrosófica.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

BAAL

Comments


bottom of page